Notícias

Equidade e Inclusão são valores do Prêmio Educador Nota 10 – 2019

Compartilhe nas redes sociais:

Maior prêmio de Educação Básica brasileira traz diversas novidades em seu regulamento para a edição de 2019.

Criado em 1998, pela Fundação Victor Civita (FVC), e realizado desde 2014 em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho, o Prêmio Educador Nota 10 aperfeiçoou seu regulamento a partir dos aprendizados das últimas edições e com a parceria de novas organizações.

Um dos focos dessa edição será projetos que contemplem estudantes público-alvo da educação especial. Isso se dará desde o processo de análise e seleção dentro da premiação, que buscará iniciativas que contemplam a diversidade e as potencialidades de cada estudante, até o objetivo de buscar garantir a participação de educadores com deficiência.

Além dessa novidade a edição desse ano busca um maior alinhamento aos novos componentes curriculares e à BNCC, com a inclusão dos componentes de Artes, Educação Física, Filosofia, Língua Estrangeira e Sociologia no Ensino Médio. Também serão aceitas Experiências Educativas que contribuam para a melhoria do desempenho de aprendizagens em língua portuguesa e matemática, redução do abandono, reprovação e distorção idade/ano, em ações do Programa Novo Mais Educação e atividades nos Campos de Integração Curricular do programa Ensino Médio Inovador.

Dentre os critérios para a seleção dos trabalhos estão equidade e inclusão, aplicabilidade em outros contextos, evidências de aprendizagem, didática específica da área, além da correlação dos projetos com a BNCC.

O prêmio, que visa reconhecer o trabalho de professores, coordenadores pedagógicos e gestores escolares de todo o país, conta com o apoio do Instituto Rodrigo Mendes (IRM), Nova EscolaUnicef, e patrocínio da Fundação Lemann e SOMOS Educação. As inscrições vão até 27 de maio pelo site da FVC.